Grupo Trino

Notícias « Voltar para a listagem

Momento que serve de lição para evitar novos erros na nossa história


O dia 31 de março é conhecido como o marco do golpe militar na política brasileira. Insatisfeitos com o governo de João Goulart que buscava instituir suas Reformas de Base (entre elas, a Reforma Agrária), os conservadores foram às ruas protestar contra aquilo que eles consideravam ser uma política comunista. O golpe militar, além de ser liderado pelas próprias forças armadas, teve grande apoio dos setores empresariais, bem como a interferência dos Estados Unidos, em meio a uma Guerra Fria onde ele se oporia a qualquer regime visto como esquerdista.

No dia 31 acontece uma rebelião liderada por Olímpio Mourão Filho, o representante da 4ª Região Militar de Juiz de Fora. Eles marcharam em direção ao Rio de Janeiro sem seguir os planos de Humberto Castello Branco e do Instituto de Pesquisa e Estudos Sociais (Ipes). De qualquer forma, quem se tornou presidente após a derrubada de João Goulart foi Castello Branco. Seu governo e os dos seguintes militares foi marcado por muita repressão e censura daqueles que eram contra o Regime Militar. Quem protestava estava sujeito à deportação, prisão, tortura e, em muitos casos, até a morte.

A Ditadura terminou em 1985 e até hoje tem um significado muito impactante na história do Brasil. Ela mostra o quão perigoso é reprimir a liberdade individual e como é uma forma de governo que não consegue beneficiar a população como um todo. Foi com certeza um momento político que gerou muita reflexão no povo brasileiro e que reforça a importância da democracia.

Notícias

Copyright 2021 © Todos os direitos reservados - www.grupotrino.com.br

Desenvolvido por midtech