Grupo Trino

Notícias « Voltar para a listagem

Doar sangue é doar vida

Comemorado em 25 de novembro, o Dia Nacional do Doador de Sangue celebra os vários heróis da vida real. Principalmente por causa da pandemia, os bancos de sangue têm sofrido grandes déficits no estoque. Por isso, é necessário que o ato voluntário de doar sangue seja cada vez mais disseminado: não dói, é rápido e é uma forma de ajudar o próximo. E mais, uma única bolsa de sangue doada, que tem aproximadamente 450ml, pode ajudar não só uma, mas até três pessoas.

Os doadores precisam ter entre 16 anos (acompanhado de responsável maior de idade) e 69 anos (se a primeira doação ocorreu até os 60 anos), pesar no mínimo 50kg, não ter se alimentado de comidas gordurosas e nem ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas. Há também alguns outros pré-requisitos que são fáceis de encontrar on-line, como não ter feito tatuagens ou piercings nos últimos 12 meses.

Além de cuidar do outro, o doador passa a cuidar de si mesmo, fazendo mais exames para garantir a saúde, já que não é possível realizar o ato se tiver doenças transmissíveis pelo sangue, como hepatite, após os 10 anos de idade, ter tido teste positivo para HIV  e ter diabetes, com uso de insulina.

É garantido por lei o direito do doador pedir folga por doar sangue uma vez a cada 12 meses, devendo este apresentar o comprovante da doação. Lembrando que o intervalo das doações das mulheres é de 90 dias e dos homens de 60, podendo assim doar a cada três meses e a cada dois, respectivamente. Entretanto, os homens não podem realizar mais de quatro doações anuais e as mulheres não podem superar o número de três doações anuais.

Notícias

Copyright 2021 © Todos os direitos reservados - www.grupotrino.com.br

Desenvolvido por midtech