Grupo Trino

Notícias « Voltar para a listagem

Dia da Consciência Negra

A história do Brasil é marcada por um período escravocrata muito longo, implantado no século XV e que perdurou por mais de 300 anos. Nele, os negros trazidos pelos navios eram comercializados e forçados a trabalhar contra sua vontade, sofrendo as mais diversas violências. Consequentemente, as mazelas dessa época se enraizaram na sociedade e se perpetuaram até os dias atuais, ocasionando inúmeras atrocidades à comunidade negra.

Cansados e inconformados com as injustiças que sofriam, os participantes do movimento negro realizaram diversas mobilizações contra o racismo na década de 70. Assim, os ativistas envolvidos nestes movimentos, com o intuito de ter um dia para relembrar e comemorar a importância da comunidade negra, principalmente a sua contribuição para a formação e construção do país, sugeriram o dia 20 de novembro para tal.

Dessa forma, em 2011, através da ex-presidente Dilma Rousseff,  a lei 12.519/2011 oficializou 20 de novembro como o Dia de Zumbi e da Consciência Negra, garantindo que a celebração seja lembrada em todo o país. Esta data faz referência ao dia da morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares e forte personagem na resistência contra a escravidão no Brasil.

Fora do continente africano, o Brasil é o país com o maior número de pessoas pretas. Segundo os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 54% da população brasileira é negra, ou seja, cerca de 114 milhões de pessoas. Por isso, a data comemorativa se faz importante para promover uma reflexão a respeito das questões raciais no país. Além disso, serve para relembrar a que custo o Brasil foi construído.

Notícias

Copyright 2021 © Todos os direitos reservados - www.grupotrino.com.br

Desenvolvido por midtech