Grupo Trino

Notícias « Voltar para a listagem

Um marco na história da população brasileira

O dia 13 de maio é conhecido pela abolição da escravatura no Brasil, acontecida nesta data em 1888. Desde a chegada dos colonizadores, em 1500, o país ficou conhecido pelo trabalho escravo, esses vindos através do tráfico negreiro da África. Nesse processo, suas etnias eram esquecidas, eram catequizados e perdiam seus direitos, uma vez que pertenciam aos seus donos e eram tratados como mercadoria. Caso desobedecessem às regras dos seus senhores, eram duramente punidos.

Esse cenário perdurou por muito tempo e a abolição só começou a ser legalmente debatida após a Independência do Brasil, em 1822, quando o Reino Unido começou a pressionar Portugal a proibir o tráfico negreiro. A lei Eusébio de Queirós, implantada em 1850, finalmente impediu a vinda dos escravos da África, porém os que já estavam por aqui ainda continuavam escravos. Foram anos de insatisfação popular e pressão até chegar em 1888 e a Lei Áurea ser instituída e assinada pela Princesa Isabel, marcando a extinção do trabalho escravo no Brasil.

É importante saber que essa carga histórica ainda tem muita influência no Brasil contemporâneo. O país foi o último das Américas a abolir a escravidão, e isso resulta numa realidade completamente marcada pelas raízes do passado. Atualmente, as pessoas negras ainda são vítimas de racismo e não possuem liberdade completa de serem quem são. O Brasil também ainda possui trabalhadores em condições análogas à escravidão e coloca em risco os direitos desses indivíduos. Sabe-se que é imprescindível aprender com os erros do passado para não os cometer no futuro, e, infelizmente, o Brasil precisa evoluir muito para se desprender do seu perfil racista.

Notícias

Copyright 2021 © Todos os direitos reservados - www.grupotrino.com.br

Desenvolvido por midtech