Grupo Trino

Área Restrita »

Notícias « Voltar para a listagem

18 DE DEZEMBRO - DICAS DE SEGURANÇA / OPERADOR DE EMPILHADEIRA

Além de ser um excelente trabalho operacional para homens e mulheres, a profissão de operador de empilhadeira é bastante requisitada no mercado, principalmente por ser uma função importante em grandes empresas de variados segmentos, como alimentício, transporte, metalúrgico, setor de plástico, logística, etc. E, também, é a mais requisitada por setores de almoxarifado, produção e expedição.

Com isso, conclui-se que esse trabalho não é tão simples e, por isso, exige que o operador tenha uma boa qualificação para realiza-lo. Além disso, a legislação trabalhista exige que os profissionais tenham treinamentos relacionados à segurança na operação dos equipamentos. Após sua capacitação, o operador recebe um cartão de identificação que precisará ser revalidada a cada um ano através de exames médicos.

Portanto, essa é uma profissão requer muitos cuidados durante sua realização. Segue abaixo algumas dicas de segurança:

– Use check list: Antes de iniciar seu trabalho, faça uso do check list para conferir as condições do equipamento com precisão e eficiência. Não utilize o equipamento se algum defeito que comprometa a segurança for encontrado. Lembre-se: no seu turno, você é responsável pela empilhadeira;

– Respeite o limite de carga da empilhadeira: Na dúvida sobre o peso máximo permitido, leia o manual ou consulte o fabricante. Não levante a carga com a empilhadeira em movimento;

– Olhe antes de pisar: Fique atento o tempo todo ao seu trajeto. Pessoas desavisadas são um perigo constante. Manter a atenção é fundamental;

– Adaptação visual: Nossos olhos demoram alguns segundos até acostumar à mudança de luminosidade. Apenas alguns segundos de desatenção podem ser suficientes para que aconteça um acidente. Quando for de áreas claras para escuras ou vice versa, vá devagar e mantenha-se alerta;

– Cuidado com óleo na pista: Quando encontrar ambientes com óleo na pista, solicite ao setor responsável e limpeza e isole a área;

– Dê preferência aos pedestres: Eles são a parte fraca da relação;

– Não faça curvas com rapidez: O eixo de sustentação de empilhadeira é diferente dos veículos convencionais. Empilhadeira não é um equipamento para correr, é um equipamento de transporte de cargas;

– Freie devagar: Uma freada brusca pode jogar sua carga em um passeio que te levará a grandes prejuízos;

– Sinalizações: Elas evitam acidentes, orientando prioridades de passagem, proibições, entre outros alertas, portanto, dê a devida atenção a elas;

– Transporte sobre pisos resistentes: Aproveitando, preciso perguntar, você sabe quanto pesa sua empilhadeira carregada?;

– Ao descer ladeiras com a máquina carregada, ande de marcha ré. Essa medida é importante para evitar a queda da carga e o tombamento da empilhadeira;

– Transporte sempre com a coluna da empilhadeira inclinada para trás: Isso evitará a queda da carga;

– Não trafegue com os garfos erguidos: Os garfos devem ficar o mais baixo possível. Essa medida simples visa evitar acidentes, que em alguns casos podem ser até graves;

– Cuidado com ondulações: Já percebeu que a empilhadeira não é amortecida? Pois é, ela não foi feita para trafegar entre em pisos ondulados. Em pisos ondulados, vá devagar…

– Atenção para a altura de portas e teto: Uma batida pode causar grandes prejuízos. Atenção quando estiver passando por portas. Se necessário, buzine e vá vagarosamente até enxergar o outro lado;

– Marcações no mastro: Faça marcações no mastro (com fita adesiva, por exemplo) para indicar a altura correta dos palets e assim ver com facilidade cada nível de estocagem;

– Uso dos garfos: Empurrar a carga com os garfos pode danificar o objeto e a máquina, afinal, ela não foi feita para isso. Posicione a carga uniformemente sobre todo o garfo. A carga precisa estar centralizada para aumentar a estabilidade;

– Inutilize palets quebrados: Eles aumentam a chance da carga cair e são um risco a todos os presentes na operação;

– Estacionamento: Estacione apenas em locais apropriados e não deixa a chave na ignição, evitando que pessoas não autorizadas utilizem o equipamento;

– Carona: Empilhadeira não é veículo de transporte de pessoas. Não dê carona;

– Use cinto de segurança: Cinto de segurança é obrigatório em empilhadeiras. Ele evita que em caso de tombamento o operador seja esmagado pelo equipamento;

– Não brinque com a buzina: Se usar indevidamente, por brincadeira, as pessoas não irão acreditar quando o uso for necessário. O uso da buzina deve se limitar a situações onde deseja avisar sua presença para, assim, evitar acidentes com colisões ou outras situações emergenciais;

– Não carregue pessoas no palet, mesmo se for utilizado cinto de segurança: Empilhadeira foi feita para cargas. Pessoas devem usar uma plataforma elevatória ou andaimes;

– Siga procedimentos em caso de acidentes: Se na empresa ainda não tem procedimentos, fale com a CIPA, com os líderes de setor ou com o pessoal da segurança do trabalho.

Notícias

Copyright 2020 © Todos os direitos reservados - www.grupotrino.com.br

Desenvolvido por midtech